segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Toyota Caetano (SCT)

Nesta publicação será feita uma análise à empresa Toyota Caetano Portugal, S.A. Esta é a primeira empresa a ser analisada aqui no blog.

Informação Geral da Empresa


Toyota Caetano (SCT) foi fundada em 1946 e está cotada em bolsa desde 1987 (com a anterior designação de Salvador Caetano – Indústrias Metalúrgicas e Veículos de Transporte, S.A.). Em 2006 mudou a designação para Toyota Caetano Portugal – S.A. tem um capital social de 35.000.000€ com 35.000.000 acções com valor nominal de 1€. A empresa tinha a seguinte estrutura em Dezembro de 2018. 

 
Toyota Caetano Portugal, S.A.
 
A Toyota Caetano está divida em duas áreas de actividade: a área industrial e área comercial.
A actividade industrial é produzida pela fábrica em Ovar. Ao longo de vários anos esta fábrica produziu alguns dos modelos mais populares da marca como o Corolla, o Corona, o Starlet, o Land Cruiser, a Hilux, a Hiace e a Dyna, entre outros. Actualmente produz o Toyota Land Cruiser série 70, que é exportado para o mercado da África do Sul.
A actividade comercial dedica-se à importação e distribuição das marcas Toyota e Lexus para Portugal. Dentro desta actividade é englobada a divisão após venda que inclui os serviços de “Extensão de Garantia” e “Assistência Total” e a actividade comercial de peças genuínas. Por fim existe a actividade comercial de máquinas industriais (Empilhadores Contrabalançados e equipamentos de armazém) onde é detentora de uma gama completa e alargada de soluções para a actividade de movimentação de cargas, das marcas Toyota (distribuidor exclusivo) e BT (representante em Portugal de equipamento de armazém desta marca sueca). 

Caetano Auto, S.A.


Esta empresa dedica-se à venda de viaturas novas e usadas. Inclui ainda a venda de serviços de mecânica automóvel e a reparação e substituição de vidros automóveis com a marca própria Caetano Glass. 


Caetano Auto CV, S.A.


Esta empresa dedica-se à venda de veículos ligeiros de passageiros e comerciais e veículos comerciais pesados em Cabo Verde. Possui ainda serviços de mecânica automóvel após-venda e comercialização de peças e acessórios. 

Caetano Renting, S.A.


Esta empresa dedica-se à actividade de aluguer de veículos automóveis e ainda o aluguer de máquinas industriais.
  
Principais Accionistas 

 
Podemos ver que a maior parte do capital da empresa pertence ao Grupo Salvador Caetano (68.4%) e à Toyota Motor Corporation (27%). Este elevado controlo por accionistas qualificados origina um free float baixo para o restante mercado de capitais. O facto de o grupo Salvador Caetano ser o accionista maioritário é um bom indicador pois indica que esta empresa é controlada pela família do fundador e à partida terão todo o interesse na sustentabilidade desta empresa no longo prazo. 

Equipa Gestão

Como é possível ver vários elementos da equipa de gestão pertencem à família Caetano. Isto é um bom indicador pois indica que esta é uma empresa familiar. A equipa de gestão terá já muita experiência na gestão do negócio.
Factos Relevantes

Toyota Caetano Portugal, S.A.  

Actividade Industrial – Unidade Fabril de Ovar
As unidades produzidas ao longo dos últimos anos tem vindo aumentar. O objectivo para 2019 era a produção de 2170 unidades. 
Actividade Comercial 
Em 2019 a previsão do mercado automóvel era de um aumento de cerca de 1.5% face a 2018. Em 2018 a empresa vendeu 12480 viaturas. O objectivo da empresa para 2019 era a venda de 12630 unidades resultando numa quota de mercado de cerca de 4.64%. 
De 2017 para 2018 houve um aumento de cerca de 51% nas vendas das viaturas híbridas. Isto mostra a grande aposta da marca neste tipo de viaturas. Para 2019 o objectivo passava por continuar o crescimento das vendas deste tipo de viaturas. Foi a primeira marca a abandonar motorizações a diesel. 
Após-vendas 
 
Houve um crescimento de 3% neste segmento de 2017 para 2018.  

Máquinas Industriais
Apesar de o mercado crescer a empresa perdeu quota no mercado neste segmento. 

 Caetano Auto, S.A.

Viaturas

 
Subida nas vendas de veículos passageiros e veículos comerciais pesados o que originou um crescimento global de 8.59% neste segmento.

Após-vendas 
Teve um crescimentos em ambos os segmentos obtendo no total um crescimento em 2018 de 16.35%. 
Para 2019 o objectivo era um crescimento de 5.5% na comercialização de viaturas novas e um aumento superior a 20% no Após-Venda.  
Caetano Renting, S.A.


 
A frota da Caetano Renting teve em 2018 um valor médio de 3550 unidades. O aluguer de máquinas industriais representaram, em 2018, cerca de 20% da frota operacional total. 
Evolução da Cotação ao Longo do Tempo
Como é possível ver houve uma grande quebra no valor das acções por volta da crise de 2008 mantendo-se a cair sensivelmente até 2012 recuperando a partir dai. Devido à natureza do negócio esta é claramente uma empresa cíclica que esta dependente do momento da economia. Nos bons momentos da economia as pessoas vão gastar mais e comprar novos automóveis sendo que quando a economia estiver numa má fase vão adiar a compra de novos automóveis  sendo isso reflectido nas vendas da empresa. 
  
Número de Acções e Valor de Mercado 

O número de acções tem sido constante ao longo do tempo. Nos últimos anos o seu valor de mercado tem subido fruto do aumento do valor do preço das acções.
 
Vendas, Lucro Líquido e Margem Líquida 

 

Desde de 2015 até 2018 houve um aumento médio anual de cerca 11.86% nas vendas e de 27.78% no lucro líquido. A margem líquida também aumentou cerca de 14.2%. Estas subidas indicam que em termos operacionais nestes últimos anos a empresa está a viver um bom momento.Isto deve-se sem duvida ao bom momento da economia nestes últimos anos.Apesar destes aumento a margem liquida é baixa o que indica que esta empresa opera numa área com muita concorrência. 
 
PER
Nos últimos anos o PER tem um valor médio de cerca 7.49. Este é um valor baixo podendo indicar que o preço da acção está subavaliada. 

Free Cash Flow 


Vemos que no ano de 2017 a empresa a nível operacional teve um fluxo de capital negativo. Em termos de CAPEX houve uma redução anual média de 27.3% sendo os valores em 2017 e 2018 muito inferior ao de 2015 e 2016. Em termos de Free Cash Flow vemos um valor inconstante ao longo do tempo havendo mesmo anos em que é negativo. 
Rácios Financeiros


A sua dívida líquida tem vindo aumentar nestes últimos anos. Aumentou em média cerca de 12.12% anualmente. Mas o rácio NET DEBT/EBITDA tem vindo a diminuir (-7.38% em média anual) fruto do aumento do EBITDA nestes últimos anos. Para já penso estar num  patamar sustentável mas é preciso não continuar a aumentar a divida para a empresa estar preparada para quando no futuro a economia inverter. Se a dívida se manter a empresa pode ter problemas quando as vendas diminuírem. Empresas cíclicas tem que ser particularmente muito bem geridas para conseguir aguentar os anos menos bons. 


Nestes últimos anos o Current Ratio diminuiu a uma média de cerca 3.34% mais ainda assim está em níveis aceitáveis. O Debt to Equity Ratio tem vindo aumentar (média anual 7.72%) devido ao aumento da dívida. O Price to Book tem vindo aumentar (média anual 27.82%) essencialmente devido ao aumento do valor do preço das acções pois o Book Value está praticamente nos mesmo valores. Teve um aumento anual de cerca 2.14%. Em 2015 e 2016 esta empresa cotava a um valor perto de 30% do seu Book Value. De referir que é uma empresa praticamente sem Goodwill e Intangíveis no seu balanço.

Nestes últimos anos o ROE tem vindo aumentar (média anual 25.11%) mas ainda assim mantendo-se num valor baixo. O ROA também aumentou, mas a um valor inferior (20.08%). 

Nestes últimos anos o ROIC tem vindo aumentar (1.15%) e o WACC a diminuir (0.95%).

Dividendos

Nestes últimos 4 anos a empresa pagou todos os anos dividendos. O seu Payout tem vindo a decrescer sendo em 2018 cerca 55%. Penso que este valor é um valor aceitável e a empresa deveria manter o seu dividendo nesta percentagem de payout ou ainda inferior e tentar diminuir a divida de modo a estar preparada para o futuro. 

Resumo

Pontos Negativos
  • Empresa Cíclica muito dependente da economia.
  • Inserida num negócio com muitos concorrentes originando assim margens baixas.
  • Apesar de o seu ROE ter vindo aumentar ainda esta num valor baixo (<10%).
  • Free Cash Flow inconstante ao longo do tempo sendo mesmo negativo em alguns dos anos analisados. 
  • Aumento da dívida nestes últimos anos.  
Pontos Positivos
  • Empresa familiar com gestão e posição maioritária da família Caetano.
  • Empresa praticamente sem Goodwill e Intangíveis no seu balanço.
  • Deixaram de comercializar veículos a diesel passando para os veículos híbridos.
  • Baixo PER.
  • Cotação inferior ao seu Book Value.
  • Redução da percentagem de Payout nestes últimos anos.
Conclusão

Esta empresa foi a minha primeira compra no mercado de capitais. Na altura havia muitos conceitos que ainda desconhecia e comprei essencialmente devido ao seu Price To Book de cerca de 0.7 e o facto de ser um negócio familiar. Na minha opinião esta é uma empresa que apesar de estar numa área de negócio cíclica e com muita concorrência tem argumentos válidos (Veículos híbridos com design apelativos) para manter e quem sabe aumentar a sua quota de mercado. Nestes últimos anos cotou a um valor abaixo do seu valor contabilístico e tem um balanço “limpo” sem Goodwill e Intangíveis. Deve é tentar manter a sua dívida em níveis controlados para estar preparada para quando a economia inverter.

Devido ao seu baixo Free Float foi aprovada a sua saída de bolsa em 2019 tendo a empresa proposto um valor de saída de 2.80€. A CMVM não aceitou este valor devido a ser uma empresa com pouca liquidez no mercado tendo nomeado um auditor externo para definir o valor para a possível saída de bolsa. A Toyota Caetano afirmou que se o valor definido pelo o auditor for inferior a 2.80€ irá manter o valor de saída em 2.80€. Se o valor for superior reserva-se no direito de não avançar com a saída.Como comprei as minhas acções a 2.80€ e no mínimo a saída de bolsa é feita por esse valor vou aguardar para ver o que vai acontecer. Estou a seguir esta situação acima de tudo para ganhar experiência neste tipo de situações para se no futuro voltar a acontecer já saber à partida com o que posso contar.Caso a empresa saia de bolsa muito provavelmente irei vender as minhas acções e investir o capital noutra empresa.Após o anúncio da saída de bolsa o preço das acções tem vindo aumentar. Penso que isto se deve ao facto de a pessoas estarem à espera que o auditor externo defina o preço de saída perto do seu valor contabilístico. Resta aguardar para ver o que vai acontecer. 

Bons Investimentos com Valor. 


Aviso: O autor deste blog não é analista financeiro. Não pode garantir a exactidão dos dados aqui presentes. Estes dados foram recolhidos e compilados pelo autor estando sujeitos a vários tipos de erros. Esta análise e informações presentes nesta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e não podem ser confundidas como aconselhamento financeiro nem como uma recomendação para compra ou venda de acções. Este blog não poderá ser responsável por qualquer prejuízo decorrente de qualquer investimento baseado em informações aqui contidas. Qualquer pessoa que deseje investir nos mercados financeiros deve ter em conta o seu perfil de risco único e deve ter consciência que pode perder parte ou todo o seu dinheiro investido. Deve ainda fazer as suas próprias análises e pesquisa de forma independente. Caso necessite de conselhos financeiros deve procurar os serviços de um profissional devidamente credenciado e autorizado pela CMVM.

Sem comentários:

Enviar um comentário